(51) 3061-2129

A Razão Assessoria é composta por profissionais experientes, continuamente treinados, utilizando amplamente os mais novos recursos oferecidos pela informática.São mais de 16 anos de experiência e com conhecimento de quem presta serviços à vários segmentos de mercado. A informatização de nossos processos representa rapidez na emissão de relatórios e no controle.

Impostos, prazos, formas de pagamento, legislação trabalhista, fiscal... Estes dados estão sob constantes mudanças, devido a adaptações políticas e econômicas no município, estado e país. Informações atualizadas sobre estas questões são fundamentais para evitar futuros problemas, como multas. Deixá-lo informado é mais que uma obrigação da Razão Assessoria, é a sua bandeira e o seu diferencial.


Parcerias com assessorias Juridicas:


Trabalhista ; Civil; Revisionais ; Tributarias


Ultimas Noticias

Justiça condena Santander em R$ 50 milhões por cortes durante a pandemia e práticas antissindicais


Segundo o sindicato, o banco eliminou, no Brasil, 3.220 postos de trabalho em 2020, mesmo tendo assumido compromisso de não demitir durante a pandemia. Santander vai recorrer da decisão. Logo do banco Santander em Londres. Luke MacGregor/Reuters O banco Santander foi condenado, em primeira instância, a pagar R$ 50 milhões por demissões durante a pandemia do coronavírus e por condutas antissindicais em decisão da Justiça do Trabalho de São Paulo. O banco ainda pode recorrer da decisão. A ação foi movida pelo Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e região. Segundo o sindicato, o Santander eliminou, no Brasil, 3.220 postos de trabalho em 2020, mesmo tendo assumido compromisso com o movimento sindical de não demitir durante a pandemia. Santander demite após assumir compromisso público de manter empregos Santander tem lucro de R$ 4,1 bilhões no 2º trimestre de 2021 A sentença também levou em consideração a prática antissindical pelo corte de 55% do salário de mais de 40 dirigentes sindicais bancários e trabalhadores em estabilidade provisória; ataques aos participantes dos planos Cabesp e Banesprev; e perseguição aos dirigentes sindicais. A sentença cita o lucro do Santander nos 2 primeiros semestres do ano passado. No primeiro trimestre de 2020, o banco teve lucro de R$ 3,7 bilhões. Já no segundo trimestre, o lucro foi de R$ 2,02 bilhões. Nos 12 meses de 2020, o lucro total foi de R$ 13 bilhões. Na última atualização de 2021, o banco registrou lucro de R$ 4,1 bilhões no 2º trimestre, alta de 102% em relação a 2020. O Santander informa que irá recorrer da decisão e nega quaisquer acusações de práticas antissindicais. O banco acrescenta que ?sempre atua dentro da legislação, adotando boas práticas no relacionamento com as entidades que representam os trabalhadores, com as quais mantém canais de diálogo constantes e ativos?. Leia Mais

Presidente da Activision Blizzard deixa comando da empresa em meio a processo por assédio sexual


Saída de Allen Brack acontece poucas semanas após o Departamento de Emprego e Habitação da Califórnia abrir uma ação contra a empresa acusando a desenvolvedora de games de manter ambiente hostil e desigual para mulheres. Funcionários e manifestantes protestam em apoio a processo por abuso sexual em frente à sede da Activision Blizzard, nos Estados Unidos David McNew/AFP Allen Brack, presidente da Activision Blizzard, anunciou nesta terça-feira (3), através de um comunicado, que deixará o comando da empresa. A movimentação acontece em meio a um processo de assédio sexual movido, em julho, pelo Departamento de Emprego e Habitação da Califórnia contra a empresa, uma das maiores empresas de games do mundo. Segundo comunicado, Brack deixa a empresa para "buscar novas oportunidades". Os nomes de Jen Oneal (vice-presidente executivo) e Mike Ybarra (diretor geral) foram anunciados como os novos líderes da empresa. "Com seus muitos anos de experiência no setor e profundo compromisso com a integridade e inclusão, estou certo de que Jen e Mike conduzirão a Blizzard com cuidado, compaixão e dedicação à excelência", afirmou Brack. Entenda o caso Em julho, funcionários da Activision Blizzard, uma das maiores empresas de games do mundo, realizaram uma greve e um protesto em frente à sede da empresa nos Estados Unidos. Com a participação de outros manifestantes, eles demonstravam apoio a um processo por assédio sexual contra a desenvolvedora de franquias como "Warcraft" e "Call of Duty" e pediam tratamento justo para trabalhadores de minorias. A ação, movida em 20 de julho pelo Departamento de Emprego e Habitação da Califórnia, acusa a empresa por casos de assédio sexual, agressão, e de manter um ambiente hostil contra mulheres, que recebiam salários desiguais e enfrentavam retaliações. O processo No processo, o órgão afirma que a empresa criou uma cultura de "assédio sexual constante" e discriminação de gênero. Desde então, diversas mulheres se manifestaram a favor da acusação. Segundo a ação, os escritórios da desenvolvedora de games pareciam uma república masculina de universidades, onde funcionários homens bebiam, falavam abertamente sobre corpos femininos e faziam piadas sobre estupro. Por causa disso, mulheres eram submetidas a diversos comentários sexuais, cantadas, tinham os corpos agarrados e sofriam outras formas de abuso. O comportamento era conhecido pelos supervisores e até encorajados por eles. O processo também cita uma funcionária que teria cometido suicídio após inúmeros assédios. Leia Mais

Venda de veículos novos cai 3,8% em julho ante junho, diz Fenabrave


No acumulado no ano, porém, crescimento é de 27% sobre o mesmo período de 2020. Vendas de caminhões seguiram em forte ritmo, avançando 3,5% no comparativo com junho. Produção de veículos na fábrica da Volkswagen, em imagem de arquivo Divulgação/Volkswagen Os licenciamentos de carros, comerciais leves, caminhões e ônibus no Brasil em julho caíram 3,8% na comparação com o mês anterior, para 175,45 mil unidades, ficando levemente acima do registrado um ano antes, informou nesta terça-feira a associação de distribuidores, Fenabrave. Com o desempenho de julho, as vendas de veículos novos nos primeiros sete meses do ano acumulam crescimento de 27% sobre o mesmo período de 2020, para 1,25 milhão de unidades. "O número de emplacamentos, até agora, mostra que o setor, no geral, mantém sua trajetória de recuperação, com um volume total próximo ao que registramos nos últimos anos, antes da pandemia", afirmou o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, em comunicado à imprensa. "Se a produção estivesse normalizada, principalmente, para automóveis, poderíamos ter um crescimento ainda maior do que o previsto para este ano", acrescentou. O presidente da Fenabrave se referiu à crise de insumos que tem atingido o setor mais notadamente desde o início do ano. Entre os principais problemas está a falta de chips usados em uma série de componentes dos veículos atuais como sistemas de entretenimento e do motor. Segundo a entidade, a crise fez o volume de carros emplacados em julho ser o mais baixo para o mês desde 2005. O número de licenciamentos de automóveis foi de 123,6 mil unidades, queda de 7,3% ante junho e recuo de 8,4% em relação a julho do ano passado. Em comparação, o volume de comerciais leves, categoria que tem sido foco do setor ao incluir SUVs, picapes e vans comerciais, teve no mês passado crescimentos de 7% e 38% nas bases sequencial e anual, a 38,8 mil unidades. As vendas de caminhões seguiram em forte ritmo, avançando 3,5% no comparativo com junho e 20,85% sobre julho de 2020, para 11,5 mil veículos, segundo os dados da entidade. Leia Mais

Guedes nega que PEC dos precatórios seja calote e diz que dívidas menores de R$ 450 mil serão pagas à vista

'Devo não nego, pagarei assim que puder', disse o ministro. Proposta será encaminhada ao Congresso. Dívidas de precatórios da União chegarão a R$ 90 bilhões em 2022, segundo o Judiciário. O ministro da Economia, Paulo Guedes, negou nesta terça-feira (3) que a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) dos precatórios seja um calote e que dívidas menores de R$ 450 mil poderão ser pagas à vista. Previsão é a de que a proposição seja apresentada nos próximos dias pelo governo ao Congresso. Precatórios são dívidas da União decorrentes de decisões judiciais definitivas, ou seja, que não são mais passíveis de recursos. O governo vai apresentar a PEC para ampliar a possibilidade de parcelamento desses créditos que pessoas físicas e jurídicas têm a receber do governo federal. "Calote não há Leia Mais

Indicadores

Acesso Rapido

Receita Federal SEFAZ-RS JUCERGS CAIXA Banco do Brasil
Razão Assessoria Contábil - Todos os Direitos Reservados
Criação de Sites em Porto Alegre